A VIDA TEM PRESSA!

presidente-cnptc.jpg

  

“As ameaçase as guerras havemos de atravessá-las, rompê-las ao meio,cortando-as como uma quilha corta as ondas". Vladimir Maiakóvski

 

A história mostra que as crises testam a humanidade até ao seu limite. Porém, como em todo processo dialético, elas sempre provocaram evolução, tecnológica e social.

Diríamos que as crises são então bem-vindas? - Não, por certo. Mas elas induzem as pessoas a aplicar o melhor de si para o restabelecimento da ordem e da paz social, devolvendo a todos a segurança e a tranquilidade.

Uma séria crise de saúde afeta o planeta desde o final de 2019: a pandemia provocada pela doença do novo coronavírus (Sars-Cov-2), conhecida como Covid-19. E mais uma vez conclama todos à ação. Não uma, nem duas, mas centenas, milhares de funcionalidades que redundam em aprimoramentos dantes impensados, mas absolutamente úteis.

Uma dessas ferramentas resulta da iniciativa pioneira e criativa, fruto da argúcia e sensibilidade de dedicados servidores e colaboradores dos mais diversos locais do país, imbuídos de um único propósito: fornecer aos gestores mais um mecanismo de aferição e controle de parte das atividades de enfrentamento à pandemia. Refiro-me, especificamente, ao Hotsite Covid-19.

O Projeto está sendo gestado sob a direção da coordenadora do CNPTC e auditora do TCMGO, Priscila Borges, em conjunto com a assessoria do TCMGO e dos assessores técnicos do Conselho, os auditores Luiz Genédio Mendes (TCDF), Lívio Fornazieri (TCM-SP), Risodalva de Castro (TCE-MT), Thiago Peixoto (TCM-PA) e Andreza Machado (TCE-SC), materializado pela equipe de TI do Tribunal de Contas de Mato Grosso, comandada pela auditora Lisandra Hardy Barros (TCE-MT). A divulgação será feita em conjunto por todas as assessorias de comunicação dos Tribunais de Contas e das entidades representativas participantes, sob a coordenação dos assessores de comunicação da Presidência do CNPTC/TCMGO, Ivana Leal e Lyniker Passos.

A solução criada conta com o apoio e a valiosa orientação de servidores de praticamente todos os tribunais que, no propósito de doar seu conhecimento e tempo ao Sistema de Controle Externo, estabeleceram um marco de medição precioso, que será de grande valia para conhecer os planos municipais de vacinação, as etapas vencidas, as dificuldades e entraves encontrados e os meios de auxiliar os gestores, sempre no objetivo comum de contribuir para vencer a pandemia e trazer o país à normalidade.

Essa sinergia não seria possível sem a anuência de cada um dos Tribunais que cedeu parte de seu corpo técnico, dispensando ao CNPTC a maior atenção e a melhor equipe disponível. A todos os Presidentes e colaboradores envolvidos, a nossa mais sincera gratidão, em especial ao TCMGO, MPC/TCMGO e ao TCE-MT, em face da direta contribuição na concretização do trabalho, extensiva às entidades do Sistema TCs, notadamente as apoiadoras do Projeto - ABRACOM, ATRICON e o IRB.

A ferramenta disponibilizada congrega, em modo visual objetivo e claro, informações acessíveis a todos, permitindo rápidas conclusões sobre a existência ou não dos planos de vacinação, o modo de ação, a fase de execução, além de, pedagogicamente, induzir os gestores em dificuldade, sobretudo nos pequenos municípios do país, buscar meios de atuação para suprir as lacunas na criação ou na execução do plano local. Ela foi pensada para ser versátil e adaptar-se, com poucas intervenções, ao acompanhamento de outras ações, expandindo seu envelope de utilidades para além dos planos de vacinação.

Evidentemente, a solução, inteligentemente agrupada sob a forma de 27 hotsites estaduais, geridos pelos respectivos TCs, congregados a um hotsite nacional comandado pelo CNPTC, é apenas a primeira parte do trabalho. Demanda, naturalmente, a adesão dos tribunais, a designação e qualificação de colaboradores e a alimentação com os dados de cada ente municipal, de modo a estabelecer o mosaico dinâmico da evolução da vacinação em todo o território nacional.

Certamente é uma tarefa descomunal e temos pressa! A vida clama por socorro, nas ruas, nas praças, nas casas, nos hospitais sobrecarregados, nos olhos cansados daqueles que travam a batalha da saúde, nos palácios e nos grotões.

Por isso, convictamente, colocamos à disposição a competência dos profissionais, as habilidades específicas desenvolvidas e a atitude altaneira em prol da sociedade, cientes de que, como anteviu Maiakóvski, “... as ameaças e as guerras havemos de atravessá-las... como uma quilha corta as ondas”!

 

Goiânia, 30 de março de 2021.

Joaquim Alves de Castro Neto     

Presidente do CNPTC